Feijão congelado

Eu ia contar como tive um insight sobre produtividade, o que funciona para mim e quais são os meus melhores horários para trabalhar etc. Mas achei que era um assunto muito “feijão congelado” e em vez disso vou explicar o que é um assunto “feijão congelado”.
Outro dia vi por acaso um stories de uma moça que mora fora e compartilha sua rotina, como cria a filha, alimentação, passeios, costumes, essas coisas. Nesse dia ela mostrou no stories como congela feijão em forminhas de gelo para a menina dela sempre comer um feijãozinho no almoço.
Não é possível que congelar feijão seja uma coisa tão extraordinária assim, que seja pauta. Acho que com essa onda de snaps e stories as pessoas vão pensando no que pode ser conteúdo e transformam coisas banais em assunto. Tipo mostrar o feijão congelado.
Uma outra moça, que também mora fora, outro dia fez um monte de snaps sobre como ela lava a roupa. Acho que aí também entra a jequice de se pensar que morar fora é uma experiência tão diferente por si só a ponto do feijão congelado na Europa ou da separação de roupa branca e colorida nos EUA ser algo realmente especial.
Mas não é preciso morar fora para catar assuntos do tipo feijão congelado. Todos nós já postamos feijão congelado, trazendo luz a uma banalidade qualquer como se tivéssemos descoberto a pólvora. É a vontade de dizer alguma coisa, marcar presença, ser relevante, ser influencer, compartilhar nossos brilhantes pensamentos que na maioria das vezes são bem comuns.
Aquela coisa: pensou que era sorvete, mas era feijão! Que decepção!

Compartilhe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Tumblr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *